...e depois, com bigodes de leite, pedem mais paciência e esforço ao povo, que a "vaca 'tá seca".

sexta-feira, 27 de abril de 2012

É MELHOR DORMIR SOBRE O ASSUNTO



"Escrever quando se está zangado é o mesmo que escrever quando se está embriagado: parece uma coisa fabulosa na ocasião (profunda, até) e no entanto, quando a voltamos a ler, pela manhã - meu Deus
Mesmo quando estamos perfeitamente sóbrios, não podemos confiar demasiado nas palavras - é só juntar duas ou três e elas começam a revoltar-se, a conspirar, produzindo significados que não lhe tínhamos atribuído, aqui, a fermentar cambiantes de duplo sentido, acolá, e a disparar na direcção errada, como e quando lhe apetece."
Edward Docx in O Calígrafo
.

quarta-feira, 25 de abril de 2012

.


PELO MODO COMO SE USAM OS ADJECTIVOS, 
"FELIZ" É CERTAMENTE UM DAQUELES 
QUE MAIS SE EMPREGAM RETROSPECTIVAMENTE.

Edward Docx in O Calígrafo
.

terça-feira, 24 de abril de 2012

BANCA DE JORNAIS, 25/04/1974





Na casa da minha mãe ainda existe uma moca de Rio Maior à entrada (para quem não sabe, o símbolo do 'no passarán!', contra a onda vermelha do prec); na casa da minha mais-que-tudo havia bem-humoradamente um cão chamado 'facho' - a celebração do 25 era entre o nublado e o moderado, nada de cravos. As nossas famílias nucleares depois alaranjaram (do centrismo para o centrão...), com 2 excepções - cada um no seu canto do ringue político, mas curiosamente são esses 2 que mais ligam à efeméride.
A todos, um bom feriado (aproveitem enquanto existe...).

domingo, 22 de abril de 2012

AGIM SULAJ E A MALA DE CARTÃO

Um dos meus cartoons favoritos da edição da World Press Cartoon 2012 (até 30/7 em Sintra) tem autoria de Agim Sulaj. Este cartoonista multigalardoado apresentou 2 trabalhos, uma criança africana numa garrafa de água e o tal, um ingovernável barco europeu. Este cartoon, que recebeu uma menção honrosa, é a uma versão dum original de 2009, agora com Angela Merckl no lugar dum dos remadores.
O ilustrador hiperrealista (concessão ao acordo ortográfico, a não repetir), nascido na Albânia comunista de Enver Hoxha, e a viver na italiana Rimini há quase 20 anos, dedica boa parte da sua atenção à imigração (sendo a repetida a mala de cartão uma espécie de chapéu-de-coco de Magritte), pobreza e ambiente.
 Europe (2009)
 United Europe (2002) 
 Euro zone
 Revolution
 The escape (2006)

 Imigration
Imigration (2009) 

Emigrant house (2010) 
  Emigrant house (2010) 
 casa do emigrante em 3D, festas de Rimini (2010) 
 Shengen (?) 
 Train and station (2011)
 Future of children


 La Casa del Pittore (entrada do site)
 Albero (2008)
 Citation (2011)
 Shoes



 Uomo chiuso
 Gossip

 Frate (2007)
Palestine (2008)

quarta-feira, 18 de abril de 2012

PLACAGEM


A 2ª série do Diário da República é de boa leitura. Ali ficamos a conhecer quem são os ungidos para a alta administração pública, e os seus curricula, por vezes tão escassos que tornam difícil compreender a justificação da escolha, pelos comuns dos mortais como eu.

Outras vezes, nem é a falta de curriculum académico ou profissional que chama a atenção.
O Despacho 5283 é fresquinho, data de ontem, e publica a nomeação da administração do INIAV, 'guarda-chuva' de 3 instituições de referência da investigação científica indígena, o LNIV, o IPIMAR e o INIA: os 3 elementos podem optar pelo vencimento de origem e o presidente e um dos 2 vogais podem continuar a dar aulas. Regular.
Curiosas são as notas curriculares, na parte diversos.

Do presidente, licenciado engenheiro agrónomo na UTL e aí Professor Doutor, e entre outras coisas ex-director da Galp, consta 'Ex-praticante de rugby, membro da Direção do Clube de Rugby de Agronomia (1999 -2008), Secretário da Mesa da Assembleia-geral da Federação Portuguesa de Râguebi (2004 -2008). Membro filiado, desde 1998, no partido CDS/PP, onde já fui [sic] membro do Conselho Económico e Social, da Comissão Política Nacional e Vice-Presidente do partido.'

Um dos vogais, licenciado em gestão de Recursos Humanos na Lusófona (aos 38 anos, ou entrou tarde ou demorou-se), trabalha há anos na Carris, tendo sido nos últimos 9-anos-9 'membro de equipas de trabalho dos programas de reestruturação da empresa' (uma obra de Santa Engrácia sem fim há vista, parece).
Nos diversos, é-nos dado a saber que é 'Ex-praticante de rugby e treinador de rugby com cursos da Federação Portuguesa, Espanhola e Inglesa de Rugby e selecionador nacional adjunto em 2000. Ex-membro da Comissão Executiva e Mentor da Academia Carris.'
Temos pois um denominador comum, o rugby. Ora, há alguma relação entre investigação e esse desporto de porradinha? Amigo maledicente imaginou ouvir-se no Largo do Caldas 'Alguém aqui percebe de ensaios?' e levantarem-se 2 hércules com polos às riscas no fundo da sala...

terça-feira, 10 de abril de 2012

QUERIDA, OS MIÚDOS CRESCERAM


Já aqui falei nela. A Carla de Braga tem filhos bem mais velhos que eu, e olha para as minhas crianças com nostalgia. 'Aproveita enquanto podes', repete sempre.
Reencontrei-a há dias. Diz que ela e o marido estão a reaprender a ser independentes: voltaram a ir ao cinema, já foram a um bar e jantar fora - tendo combinado não falar dos miúdos, estiveram a primeira 1/2 hora calados.
Disse mais, a garota tem 16 anos e ainda faz alguma companhia, o rapaz já tem 20 e 'pagamos-lhe para ir dormir a casa'. É isso mesmo, tem cama e roupa lavada, com mesada incluída.
Contou que o dito agora tem uma banda, e perguntei:
- E qual é o estilo?
- O estilo é horrível!!!, foi a resposta. Para explicar, o mais próximo que encontrou foram os urros cavos dos Moonspell.

E o pai? O pai já pôs na pasta da reciclagem as suas (e minhas) lembranças de condução 'alterada', faz esperas ao filho e dá-lhe sermões sobre guiar depois de consumir algumas substâncias: 'Olha, eu não tenho dinheiro para comprares ganza. Eu nunca gastei um euro com isso, não vou agora pagar-te a ti'. A escolha das palavras foi assaz criteriosa, de facto nunca comprou. Faz lembrar o Clinton, que fumou mas nunca inalou.

domingo, 8 de abril de 2012